NEW FADO by José Manuel Ferreira
José Manuel Ferreira - Dança dos Fracos http://www.youtube.com/watch?v=4ZXdsF5SQ0U
https://www.facebook.com/josemanuel.ferreira.35?fref=ts
*** now on CD Eterno

Jose-manuel-ferreira-sings_GREEN_TIE111-1


Fado by José Manuel Ferreira " A Dança dos Fracos "
Quando a tortura que poluí o ar Já na sombra terminar Cavalos e toiros Que sem razão São circo para a excitação Sangue derramado Na arena desta vida Vai mar aberto desenhar Essa paz compremetida Touro selvagem posto ao sol Numa arena já ferida Não façam mais os animais  Serem mártires nesta vida Dias de sol Crueldade , ironia E o exultar da multidão Crava a ferros gritos surdos Na montada escravidão Sangue derramado Numa arena já sem vida Por mar adentro navegar Numa paz destituída Touro selvagem posto ao sol Numa arena já ferida Não façam mais os animais  Serem mártires nesta vida 


~ * ~ * ~ * ~ * ~

TOURO, CHORO POR TI

Touro, choro por ti
choca-me não poder tocar-te, abraçar-te,
Choca-me

Sou Impotente se não te protejo
do negócio de tortura e morte,
choca-me

Há quem te crie,
te separe da manada
e venda o teu destino ao lucro
Touro, choro por ti

Essa indústria do Turismo
que compra e vende
os bilhetes manchados do teu sangue
Touro, choca-me

Sou impotente no disfrute da tua morte
sinto o teu enfraquecimento induzido
a encenação da vitória da vergonha


Touro, choca-me
sinto-te martirizado

Batem-te,
infligem-te choques eléctricos
angustiam-te na escuridão

Touro, como não me sentir impotente
neste festival de tortura e Morte

É com música que brindam
cada golpe nos teus músculos
toca-me

Vejo-te afogado no teu sangue,
entre o êxtase, a excitação e o aplauso
Touro, como não chorar por ti?

Touro, Sou impotente
perante seres humanos frios

Touro,
há homens e mulheres cegos de vaidade
que te entregam à arena televisiva
e arrastam crianças inocentes e confusas


E tu, olha-las, impotente
E derramas o teu sangue
Enquanto eu choro por ti

Touro, na mão dos exploradores
serves o negócio da vergonha
e tu e o cavalo, teu irmão
correm o risco mortal

Touro, tremes
Ferem-te o pescoço
Tremes

E eu vejo, impotente,
e é nas lágrimas que já não sustenho
que acontece

Vejo as tuas feridas
Oiço estridentemente os teus gemidos
Cortam-te as orelhas, estás vivo
Arrastam-te na arena, como morto

Touro, sinto a tua dor
Touro, lutarei em lágrimas!


© José Kersten & José Manuel Ferreira,
08 de Novembro de 2013

~ ~ ~ ~ ~

José Manuel Ferreira - Dança dos Fracos http://www.youtube.com/watch?v=4ZXdsF5SQ0U
https://www.facebook.com/josemanuel.ferreira.35?fref=ts
now on CD Eterno